Curta o GBC Siga o GBC 


Obra imortal de Monteiro Lobato ganha vida na cidade natal do escritor


*Texto e fotos por Antônio Pedro de Souza, estagiário de jornalismo do GBC

Respirar literatura e voltar à infância são ótimas opções para quem está de férias. Que tal fazer isso acompanhado de personagens históricos da nossa literatura?

José Bento Renato Monteiro Lobato, ou simplesmente Monteiro Lobato, foi um dos maiores escritores do Brasil. Nascido em Taubaté, SP, em 18 de abril de 1882, Lobato criou obras importantes para a literatura nacional, além de fazer traduções e edição de diversos títulos. Sua obra mais conhecida, o Sítio do Picapau Amarelo, ganhou diversas adaptações para a TV e ficou enraizada na cultura brasileira.

E é na cidade natal do escritor que os personagens Emília, Narizinho, Pedrinho e outros moradores do Sítio ganharam um lar definitivo: o Museu Histórico Folclórico e Pedagógico Monteiro Lobato.

O Museu funciona em um casarão do século XIX que pertenceu ao avô de Monteiro Lobato. O escritor viveu na
casa até os 12 anos de idade. Em exposição, as primeiras edições dos livros do autor, pinturas, objetos pessoais e que fazem menção à sua obra, em especial ao Sítio.

Na área externa, diversas estátuas dos personagens formam uma atração à parte. Além disso, atores fantasiados guiam os visitantes pelas dependências do museu e aos fins de semana, sessões teatrais são oferecidas ao público. Também é permitido fazer piquenique sob as árvores do “quintal” de 20 mil metros quadrados.

Embora o Sítio do Picapau Amarelo seja a principal atração, o Museu aborda outros aspectos da vida de Lobato, como sua luta em prol do petróleo nacional.

Aberto de terça a domingo, das 9h às 17h e com entrada gratuita, o local é uma oportunidade de lazer, descanso e, claro, aprofundar os conhecimentos em literatura.
Fica a dica!