Curta o GBC Siga o GBC 


Modelo Caroline Bittencourt -  Foto: Nívea Dias
Modelo Caroline Bittencourt – Foto: Nívea Dias

Em sua 47º edição, a Feira de Malhas de Tricô do Sul de Minas traz as novidades da moda, diretamente do Circuito das Malhas, para Belo Horizonte. Até o dia 10 de maio, das 13h às 21h, o Minascentro (entrada pela Rua Guajajaras, 1022 – Centro), a feira recebe produtores das cidades de Monte Sião, Jacutinga e Ouro Fino, que apresentarão ao público peças de malha de tricô, jaquetas de couro, pijamas, cama, mesa, bijuterias, etc a preços de fábrica.

O evento é uma excelente opção para compra de presentes para o Dia das Mães, pois conta com mais de 100 estandes exclusivos de produtores, ou seja, sem revendedores. Isso garante preços mais acessíveis e comprova a qualidade já conhecida dos produtos oriundos do Sul de Minas, região que produz cerca de 75% das Malhas Tricô do País.

São esperados mais de 60 mil visitantes durante a realização da Feira e a expectativa é que mais de 4 milhões de reais sejam movimentados em transações entre produtores, lojistas, sacoleiras e consumidores.

Nos estandes, estarão expostas e à venda as tendências da moda para o inverno 2015, predominando agasalhos de malha de tricô, leggs, coletes, xales, casacos e sobrepostos, além de peças em malhas de algodão, modal, casacos de couro, moda íntima, cama, mesa e acessórios.

O sucesso absoluto de todas as edições está aliado aos bons preços, a grande variedade de modelos, qualidade das peças, a compra direta do produtor e a facilidade do crédito informal. Uma curiosidade é que a maior parte do público – cerca de 80% – é composta por mulheres.

A produção do vestuário de malhas de tricô é a principal atividade de cidades do sul de Minas Gerais. Grande parte dos fabricantes é composta por microempresários, que trabalham em família e vendem a maior parte da produção para lojistas, turistas e sacoleiras de várias regiões do país.

A Feira de Malhas de Tricô do Sul de Minas é realizada pela Dynamica Eventos, empresa de Jacutinga, que organiza eventos de grande porte para divulgar a produção de malhas do sul mineiro.

Outono/Inverno 2015

As tendências do outono/inverno 2015  estão menos delimitadas por regras quanto ao uso de cores, contudo convergem sempre a um tópico comum: os efeitos de luminosidade, explorando a opacidade, dede os tons escuros do cinza ao violeta, chegando até o marrom, com destaque especial aos exóticos, em gradações mais densas, como beterraba, caramelo, cereja, abóbora, magenta, cacau, berinjela, verde garrafa e preto. Quanto as peças suéteres, blusas, casacos, sobreposições, com pontos largos apresentam trabalhos a valorizar a superfície bordados, aplicações, pedrarias, rendas jacquards, brocados, brilhos metálicos, peles, plumas franjas, couros, lãs e sedas crepes, e uma profusão de estampas, ramos, países e cashmere, mosaicos, tapeçarias, etnias, animal e geométricas.