Curta o GBC Siga o GBC 

Foto: Emil Júnior

Shows de Anitta, Maiara & Maraísa, Zé Neto & Cristiano, Henrique & Juliano, Marília Mendonça e Tomate embalaram evento que comemorou os 52 anos do estádio com direito a bolo de aniversário e coro de “parabéns”

Por Heberton Lopes/Instagram @heberton_lopes

Grupo Balo de Comunicação

O último sábado, 9 de setembro, ficou marcado na história do Mineirão. Pela primeira vez, um festival com música sertaneja foi realizado no gramado do Gigante da Pampulha. O Festeja Belo Horizonte reuniu um público recorde de 60 mil pessoas que foram ao estádio para curtir os shows de Anitta, Maiara & Maraísa, Zé Neto & Cristiano, Henrique & Juliano, Marília Mendonça e Tomate.

Realizado pela Workshow, Nenety Eventos e Empresário João Wellington, o festival promoveu mais de 12 horas de shows. Às 14h, o gramado, que recebeu 9 mil m² de piso especial, já começava a ser tomado pela multidão ao som da Babi Deejay, que esquentou o público para a primeira atração.

Por volta das 15h40, a apresentadora Fernanda Keulla, que, juntamente com Letícia Santiago, foi a mestre de cerimônias do Festeja BH, apareceu nos telões com o maior fenômeno pop da atualidade, a cantora Anitta. Após um rápido bate papo nos bastidores do festival, a artista subiu ao palco com sucessos consagrados de sua carreira, desde a época em que o funk era o seu estilo principal, até os hits atuais, que estão projetando a cantora internacionalmente, como Paradinha, Sim ou Não e Bang.

Em seguida, as gêmeas mais amadas do Brasil, Maiara & Maraísa, foram anunciadas pela apresentadora Letícia Santiago e fizeram o público cantar e dançar no gramado do Mineirão. A dupla fez um show animado com sucessos consagrados, como 10%, Bengala e Crochê, Medo Bobo e várias outros, com um coro de fãs do começo ao fim

Após o predomínio feminino no palco, os homens também marcaram presença no Festeja Belo Horizonte. Os carismáticos Zé Neto & Cristiano subiram ao palco com hits que estão na ponta da língua dos fãs, como Cadeira de Aço, Seu Polícia, Bateria Acabou e outras canções que estão entre as mais tocadas nas rádios.

A dupla que arrasta multidões, Henrique & Juliano, presente nas três edições do Festeja Belo Horizonte, mesclou o show com canções antigas e atuais, como Até Você Voltar, hit estourado nacionalmente em 2013, até novos sucessos como Vidinha de Balada, Aquela Pessoa e o Céu Explica Tudo. Os irmãos, que sempre demonstram um grande carinho pelo público mineiro, chamaram a cantora Marília Mendonça para uma pequena participação para demonstrar um pouquinho do que viria a seguir no palco.

Foto: Francisco Dumont

A cantora Marília Mendonça, que conquistou os títulos de “Rainha do Sertanejo” e “Musa da Sofrência”, subiu ao palco com muita energia, com sofrências consagradas como Amante não Tem Lar, Eu Sei de Cor, Infiel e Alô Porteiro, além de releituras de sucessos do funk e também de Wesley Safadão. Marília foi a responsável por cantar os “parabéns” ao Mineirão, que teve um grande bolo no palco e a presença da diretoria do estádio. Acompanhada pela banda e as 60 mil  pessoas presentes, a artista fez uma justa homenagem ao Gigante da Pampulha.

Quem fechou a terceira edição do Festeja Belo Horizonte com chave de ouro foi o cantor Tomate, com o seu axé contagiante. Ele, que se sente em casa no Mineirão, apresentou as músicas que o consagraram como um dos principais cantores de axé do país. Entoando “Eu não vou embora”, que dá nome a um sucesso do artista, Tomate encerrou o festival quando já eram mais de 2h da madrugada e com o Mineirão ainda lotado.

A terceira edição do Festeja Belo Horizonte contou com uma grande estrutura. O palco tinha 20 metros de altura e 20 de comprimento. Cerca de 9 mil metros quadrados de piso foram instalados, seguindo corretamente as normas de estrutura que garantiram a proteção do gramado.  De acordo com a organização, cerca de 800 toneladas de materiais e equipamentos ocuparam o estádio e mais de 3500 profissionais foram empenhados na realização do evento, que teve mais de 12 horas de música e um público estimado de mais de 60 mil pessoas.