Curta o GBC Siga o GBC 


DSC_0262

Cerca de 6 mil pessoas participaram do evento realizado no Pátio da Rodoviária, em Pouso Alegre, com entrada franca

Felipe José de Jesus/GBC Conteúdo

 Após passar por Belo Horizonte e Ouro Preto levando muita música e cultura para toda a família, a cidade de Pouso Alegre, no Sul de Minas, foi o local escolhido para fechar com chave de ouro a temporada 2016 do Programa Cultural Momentos Aymoré. Cerca de 6 mil pessoas se reuniram no Pátio da Rodoviária no último sábado (3) para curtir os shows da Patronagens Band e do Trio Scuba, que agitaram o público com muito rock. Além deles, um grande encontro de dois ícones da música brasileira encerrou o festival: Samuel Rosa e Lô Borges.  Além das bandas, o grupo circense Sapucaiaços animou o público com cantigas e performances teatrais

De acordo com Anderson Freire, gerente de marketing da Aymoré, o encerramento do evento em Pouso Alegre sela o sucesso que a marca faz com a família mineira. “O Momentos Aymoré fecha mais uma edição trazendo cultura e entretenimento para toda a família mineira. É com o sentimento de gratidão ao público mineiro que prestigiou os shows tanto em BH,  quanto Ouro Preto e Pouso Alegre, que a Aymoré agradece a todos e que o festival continue anos e anos”, disse.

O grupo Sapucaiaços abriu o Momentos Aymoré com uma intervenção cultural com performances teatrais no meio do público. A primeira banda a subir no palco foi a Patronagens Band, que tocou músicas autorais e alguns clássicos dos Rolling Stones, David Bowie, Elvis Presley e fecharam com Raul Seixas. Para Juliano Ganso, vocalista e baixista, o evento reuniu qualidade musical e entretenimento para todos.  “Foi uma grande iniciativa da Aymoré, pois, levar cultura de graça para as pessoas é muito importante. O mais legal em minha opinião desse é isso, trazer entretenimento para o público oferecendo praça de alimentação e diversão para pais e crianças com toda estrutura. Parabéns”, comentou.

Já para o vocalista Davi Bernardo,  do Trio Scuba, que tocou sucessos de sua carreira e de artistas conhecidos como Los Hermanos, Shocking Blue, Os Mutantes, Secos a Molhados, Milton Nascimento, The Strokes, Nirvana, The Beatles e John Lennon, a edição se encerra  em grande estilo. “Fazer parte de um evento tão grande é muito bom, principalmente por valorizar bandas e artistas locais. A Aymoré está e parabéns pelo trabalho de expandir a cultura gratuitamente para tantas pessoas. São eventos assim que fazem a cultura ser cada vez mais valorizada”, disse.

Samuel e Lô animaram o público com as canções já conhecidas do grupo Skank e também do Clube da Esquina. No repertório, Sutilmente; Balada do Amor Inabalável; Trem Azul; Janela Lateral; Amores Imperfeitos; Dois Rios; Dupla Chama; As Noites e outros sucessos.

Para Lô Borges, o Momentos Aymoré foi uma oportunidade para misturar gerações. “É um prazer poder estar aqui no Momentos Aymoré tocando ao lado do meu amigo Samuel Rosa. Poder misturar parte do meu reportório dos anos de 1970 com canções do Skank foi muito criativo e bom”, salientou o cantor.  Já para Samuel Rosa, estar ao lado de Lô Borges cantando em Pouso Alegre foi marcante. “Como é bom poder estar aqui em Pouso Alegre no Pátio da Rodoviária para fazer esse grande show.  Não posso deixar de dizer que estar ao lado do meu parceiro tocando as canções do Clube da Esquina é algo marcante para mim, pois admiro demais o seu trabalho”.

Para a família

Para Alessandro Valim, empresário, morador de Pouso Alegre que foi prestigiar as atrações do Momentos Aymoré, o evento foi para toda a família. “Não estive nas outras edições, mas acompanhei pelas mídias o sucesso que foi. Estou aqui com minha família e posso dizer que estão fechando a última edição com chave de ouro. O que me atraiu foi exatamente o ambiente familiar, som de qualidade e a estrutura. Parabéns”, comentou.

Ricardo Escobar que veio com sua esposa e seu enteado, disse que o evento reuniu músicas de qualidade. “Ouvi aqui hoje músicas que há muito tempo não ouvia, ou seja, canções que fogem desde circuito das rádios de hoje. Isso é muito bom, principalmente em um espaço com uma estrutura tão boa e voltada para a família”, disse.

Fã de Samuel Rosa, o estudante Nicolas Lima disse que poder ver de tão perto seu ídolo foi algo memorável. “Foi uma ótima iniciativa esse evento na cidade. Gosto muito do Samuel Rosa e acho suas músicas ótimas. Tanto ele quanto o Lô acertaram demais no repertório do show. Foi um grande evento”, concluiu.

 

*Reprodução livre, desde que a fonte seja citada:

Texto: Felipe de Jesus/GBC Conteúdo

Fotos: Hendrix Ribeiro/GBC Conteúdo – clique aqui para fazer o download