Curta o GBC Siga o GBC 


 Trem Tan Tan - Maria Isabella

“Sambabilolado e outros tan tans” será gravado no Teatro Francisco Nunes com participações especiais de Aline Calixto, Mandruvá e Leonardo Brasilino; evento compõe a temporada do Festival de Arte Negra – FAN 2015

 Clique aqui e faça o download de fotos de divulgação. Crédito: Maria Isabella

O grupo Trem Tan Tan,  criado a partir da experiência do projeto de saúde mental da Prefeitura de Belo Horizonte, se prepara para a gravação de seu primeiro DVD. O show “Sambabilolado e outros tan tans”, que dá nome ao trabalho, será no dia 31 de maio (domingo), às 11h, no Teatro Francisco Nunes (Av. Afonso Pena, s/n, Centro – Parque Municipal).

O Trem Tan Tan propõe a inserção social, o resgate de cidadania do cidadão com sofrimento mental e o tratamento em liberdade em uma rede de serviços substitutivos ao manicômio. Comemorando 13 anos de existência, o grupo é coordenado pelo músico e poeta Babilak Bah, e já gravou 2 CDs (em 2002, o Trem Tan Tan, e em 2008, o Sambabilolado), além de ter participado em importantes eventos na cidade e outros Estados.

O nome Trem Tan Tan também é o título de uma música criada pelo grupo e faz referência aos trens que, na década de oitenta, levava loucos de hospícios públicos de Belo Horizonte para o grande manicômio da cidade de Barbacena. Hoje, para o grupo, com toda a sua diversidade sonora, rítmica, criativa, o projeto  contribui para a desmistificação dos mitos associados à loucura, onde o sujeito surge como cidadão  passageiro em busca de seus sonhos.

O show para gravação do DVD compõe a temporada Festival de Arte Negra 2015 (FAN) e terá o repertório baseado nos dois últimos CDs do grupo com a participação de usuários frequentes do Centro de Convivência Venda Nova. Também terá participação especial de Aline Calixto, Leonardo Brasilino e Mandruvá.

O DVD, viabilizado pelo Fundo Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte, não é de samba tradicional, mas passeia por ritmos que dialogam com o samba como o rap, hip hop, soul, além do samba de batuque. As letras, criadas pelos cidadãos com sofrimento mental, exibem uma poética lúdica como pode ser observado na degustativa “Melô do Mandiocão”, de Rogéria Pereira, que discorre sobre uma receita de vaca atolada. Já Carlos Ferreira canta a denúncia dos preconceitos associados aos loucos em “Que Louco, que nada”. Gilberto da Rocha vem com a inusitada “Boi Rombudo”, citando inúmeros nomes femininos que ele dá as suas vaquinhas imaginárias.

O Trem Tan Tan é pioneiro, sendo o primeiro grupo vinculado à saúde mental em BH a ter um registro fonográfico, a realizar um show em teatro, e agora a gravação do DVD, que propõe, num registro sonoro, histórias de vida e inclusão,  mostrando sua irreverência e criatividade associados ao discurso a favor da liberdade, da sustentabilidade e de uma Sociedade sem Manicômios.

Política de Saúde Mental – Viva a diferença!

Implantada em 1993, a Política de Saúde Mental da Prefeitura de Belo Horizonte é marcada pela ousadia no campo da Reforma Psiquiátrica. Pioneiro entre as grandes metrópoles brasileiras, o trabalho segue a lógica antimanicomial, que valoriza o cuidado em liberdade, busca a conquista da cidadania e a reinserção social. Ao longo desses anos, foram desativados cerca de 1, 8 mil leitos psiquiátricos no município, objetivo estratégico entre as ações destinadas à desconstrução do hospital psiquiátrico e suas marcas, como o abandono, a violência, o isolamento e a segregação. Os recursos financeiros até então destinados aos hospitais estão sendo investidos na implantação de uma Rede de atenção e cuidados aos portadores de sofrimento mental de BH.

Em BH 9 Centros de Convivência fazem parte desta rede e trabalha a partir da arte a inclusão, o convívio e a sociabilidade. O Trem Tan Tan surgiu na oficina de musica do Centro de Convivência Venda Nova e Providência coordenadas pelo musico Babilak Bah.

Ficha Técnica

Diretor Artistico: Babilak Bah

Arranjos: Isaac Luiz

Músicos acompanhantes:
Babilak Bah –  percussão e direção artística
Isaac Luiz: Flauta, escaleta e arranjos
Rogerio Pagé- cavaquinho e voz
Almin de Oliveira – percussão
Mauro Camilo- Trompete e voz
Carlos Ferreira –Surdo, voz
Alexander dos Santos –Voz e percussão
Sandro Duarte – Bateria
Gilberto da Rocha– voz e percussão
Rogéria Pereira– voz
Olavo Rita – voz

 

Produção: Zenpreto Produções

Sonorização: Murilo Correa

Figurino: Manuela Rebouças

Iluminação: Felipe Coelho e Juliano Cosse

Aprovado com recursos do Fundo Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte

Apoio: Secretaria Municipal de Saúde de BH –  SUS BH

 

Serviço:

Show de gravação do DVD “Sambabilolado e outros tan tans”

Data: 31 de maio (domingo)

Hora: 11h

Local: Teatro Francisco Nunes – Av. Afonso Pensa, s/n, Centro – Parque Municipal)

Entrada franca –distribuição gratuita a partir das 9h sujeito a lotação

Classificação livre

Assessoria de imprensa: Grupo Balo de Comunicação – www.grupobalo.com

Heberton Lopes – hlopes@grupobalo.com – (31) 3077 0606 – (31) 8855 1219